quarta-feira, 11 de abril de 2012

O Leviatã atrás dos gordinhos



Depois de atormentar os fumantes até chegar ao ponto de quase inviabilizar o hábito de fumar, agora, o Leviatã brasileiro está de olho nas nossas gordurinhas sobrando. Bom, neste caso, como não se pode falar em gordo passivo, poderíamos nos rebelar com muito mais razão, alegando que nossas banhas são um "problema" de âmbito privado, certo? Certo para libertários, como eu. Mas e você? Será que você poderá se queixar coerentemente se o governo resolver fechar churrascarias e tirar a Nigella do ar? Creio que não, se você for um entusiasta do SUS.

A partir do momento em que nossos hábitos privados geram gastos públicos a serem compartilhados por toda sociedade, o governo, responsável pelo interesse público, tem, sim, o direito de legislar sobre a vida privada de cada indivíduo. Se as suas ações implicam em ônus coletivo, você perde o direito de dizer: "problema meu, cuide da sua vida!" Lembra quando papai pagava suas contas? Pois é, então, ele tinha o direito de lhe obrigar a comer todo o espinafre. Você não quis um Estado paternalista? Agora, aguente!