sexta-feira, 4 de maio de 2012

Awesome Note


Quando você tem muito que fazer e acha que vai pirar em meio à sua "to do list", nada melhor do que parar uns minutos e fazer algo completamente inútil e prazeroso para relaxar um pouco. Então, eu resolvi cumprir agora uma promessa que ninguém iria me cobrar: resenhar um bom App organizador. No caso, escolhi o Awesome Note, que eu realmente uso todos os dias.

Bom, para começar pelas desvantagens, saiba que ele não é assim um Evernote, um App que faz tudo e mais aquele pouco que você nem tinha imaginado que precisaria. Ele é muito mais limitado em termos de anexos: apenas imagens e mapas; além de não ter servidor próprio. Mas, ao menos, ele tem a grande vantagem sobre o Evernote gratuito de permitir que você acesse tudo offline. Além disso, ele é muitíssimo mais barato do que o Evernote premium, sendo que você paga o baixo valor apenas uma vez, enquanto o Evernote premium exige assinatura.

Outra grande bola fora desse App que eu adoro é que os desenvolvedores agem de má-fé na sua apresentação, anunciando que ele sincronizaria notas e pastas entre suas versões iPhone e iPad. Isso não é verdade! O que ele faz é download e upload alternados para sua conta no Evernote ou no Google Docs (agora, Google Drive). Isso significa que, se você inserir uma informação no App em um aparelho e clicar em "sync now", ele fará o upload do arquivo para o servidor escolhido. Então, se você clicar em "sync now" no App em outro aparelho, ele fará o download do arquivo e tudo funcionará perfeitamente. O problema é que, se você fizer mais uma alteração no arquivo no primeiro aparelho e clicar em "sync now" nele novamente, antes de fazer a "sincronização" no segundo aparelho, ele fará o download do arquivo que estava na sua conta do Evernote ou do Google, apagando do primeiro aparelho o arquivo mais atualizado. Imagina como eu fiquei feliz ao descobrir isso! Queria matar o desenvolvedor!

Mas, apesar desse pesar, eu sigo usando o App, porque, além de ser muito bonito, ele cumpre muito bem as outras promessas que faz. Uma característica que eu aprecio muito é que ele pode ser customizado à exaustão, o que, inclusive, cansa de verdade a muita gente, mas não a mim. Você pode criar pastas à vontade e atribuir cores, ícones e títulos a elas. Inclusive, há opções de ícones coloridos bem mais bonitos do que os que aparecem na imagem acima. Feito isso, você pode definir um background padrão para as notas da pasta, bem como uma fonte e um tipo de nota (diário, nota comum, "to do"). Há muitas opções de plano de fundo e belas fontes, sendo que o fato de você definir um padrão para a pasta não te impede de alterar a escolha para cada nota, mesmo depois de criada.

Ao criar a nota (ou mesmo depois), você pode definir data e hora à vontade, diferentemente do que ocorre com o Pad & Quill, que insere apenas hora e data atuais. Por sinal, o Awesome Note possui um calendário integrado que irá mostrar as notas com as cores que você tiver atribuído à pasta respectiva a ela. No iPhone, o calendário do App sincroniza eventos com o calendário nativo do aparelho. Se você escolher "to do" como tipo de nota, você também pode programar lembretes para suas tarefas. Também é possível inserir fotos nas notas e até mesmo usar a câmera do iPhone de dentro do App. Você ainda pode inserir um mapa da sua localização e fazer anotações diretamente sobre ele.

Enfim, eu, particularmente, uso o Awesome Notes para programar minhas viagens, preparar as minhas aulas em formato de diário, guardar um diário do meu curso de inglês e guardar e-mails em que eu discuto filosofia com colegas/amigos. Os projetos maiores, que exigem muitos arquivos anexos de todos os tipos, como projeto de pesquisa e organização de eventos, eu reservo para o Evernote, que é mais robusto. O Pad & Quill, eu reservo para os insights e anotações de aulas, palestras, reuniões acadêmicas de trabalho teórico... Claro que eu poderia fazer no Awesome Note tudo que eu faço com o Pad & Quill e acho que eu poderia fazer com o Evernote quase tudo que eu faço com o Awesome Note. Mas a coisa tem que ter graça também e eu gosto de brincar com meus Apps bonitinhos ;-) Falando nisso, deixa eu voltar para o que não tem graça...